Who Are You Writing For? Para quem escreves no teu blog?

 

Olá Rainhas.

 

Li este post  que merece ser partilhado e lido por todos. O post original está em inglês e eu escrevi apenas um pequeno sumário, com palavras minhas e dela, apenas para te dar uma ideia do que escreve.  A maior parte dos blogues já tem um “tradutor”. Portanto, sem desculpas, lê.

 

Eu ainda sou nova no mundo dos blogues, mas também reparei no fenómeno dos novos bloggers. O que ela diz, e eu concordo, são uma série de “gostos” seguidos dos teus posts e depois logo de imediato, o “SEGUIR.” (também reparei e não gosto, porque demonstra que não é genuíno)

Ela diz ainda que dúvida (eu também) de que as pessoas tenham super-poderes, capazes de ler super rápido.  Será que lêem rápido ou o fazem na esperança de ser reciproco?

Será que escrever um blog é afinal só para acumular “gostos” e seguidores independentemente se há conexão ou não com outros bloggers?

Ter oportunidade de escrever um blog é para mim uma forma de expressão, a minha forma de expressão. O meu blogue tem um propósito. Quem  realmente lê os meu posts já percebeu isso.

Se fazes um “like” eu quero acreditar que o que eu escrevi realmente fez algum impacto, que tenham gostado do que leram e sim ser merecedora de um “gosto”.

Todos queremos ser reconhecidos e ouvidos. Também queremos acreditar que pertencemos e que nos preocupamos com os outros.

Reflecte o que realmente significa ter um blog para ti…

 

 

We all want validation and to be heard. We also all need to belong and care for others. Take a moment to pause, and notice if it is your ego-mind that is running the show here in WordPress or an expression of your authentic self.

And now consider your life…

A long-time blogger offers advice to more recent arrivals on the scene.

via Who Are You Writing For? Blogger Val Boyko Looks Beyond the “Like” Button — Discover

Beijinhos  🙂

Som de Cabo Verde,”Nha Terra Nha Cretcheu”

Músico, autor e compositor cabo-verdiano, Jon Luz é um criativo fazedor de sons, que se reinventa e reinterpreta a cada actuação. Como instrumentista ou compositor, já acompanhou e colaborou com grandes nomes da música, sobretudo cabo-verdiana e portuguesa, como Tito Paris, Sara Tavares, Vitorino, António Zambujo, entre muitos outros. Na carreira em nome próprio que […]

via Jon Luz leva o Carnaval de “Soncent” ao B.Leza [QUI, 23 FEV 2017] — »«»« Lisboa Africana »«»«

Líder da libertação.

Amílcar Cabral foi o líder da libertação de Cabo Verde e Guiné Bissau, assassinado a 20 de Janeiro de 1973 antes de ver a independência das (ex) colónias africanas de Portugal. Agrónomo, revolucionário anti-fascista, guerrilheiro e panafricanista, Amílcar Cabral marcou a História pelo seu papel central na luta pela auto-determinação dos povos de Cabo Verde […]

via Amílcar hoje — Escreve Eliana, Escreve