A luta pela celebração

Coloca consistentemente o teu melhor pé para a frente, sem esquecer ou desvalorizar  o processo e as lições da viagem. Isso é muito importante.

Dedico este post a todas as mulheres do mundo que lutam para se celebrar a si próprias.

Todos os nossos êxitos e realizações independentemente do caminho percorrido para os alcançar, dos julgamentos ou criticas, são válidos e importantes.

Embora  grande parte das vezes, nos sentimos como se a coroa que usamos estivesse lascada, demasiado grande, e por vezes demasiado pesada para ser transportada, nós e as nossas conquistas são para ser valorizadas.

Por vezes permitimos que a nossa ansiedade ultrapasse a nossa criatividade e a nossa própria felicidade. Pode ser duro quando deixamos que as vibrações de ansiedade, dúvida e cansaço nos passam frequências negativas,  nos deitam a baixo, fazendo-nos acreditar que as nossas próprias celebrações não importam.

Brincar de super mulher está na nossa natureza. Está enraizado em ti para ajudar, curar, cuidar, amar e ouvir os outros, mas quem é a tua super mulher?

Podes ser tu se  o permitires. Podes dar a ti própria os jantares surpresa, afirmações positivas e palmadinhas nas costas por alcançar um marco miliário, independentemente do peso.

Não importa quão pequena seja a realização ou quão grande seja o fracasso. O primeiro passo é reconhecer que te esforças por ir em direção a algo que desejas. Pode ser difícil  nadar num mar de arrependimento ou tropeçar nas nossas palavras, mas o que mais importa é que tentaste. Eu ainda estou a tentar.

Lutar pelo o perfeccionismo é algo que tem causado bloqueio na minha própria viagem de celebração; por isso estou a escrever esta carta para partilhar que há beleza na imperfeição. Embora possa ser difícil de ver, há sempre alguém  que acha a tua coragem, força e compaixão motivadoras, por isso não diminuas a tua própria luz.

Lembra que  as tuas realizações não são medidas por quantos aplausos recebes, quantos “gostos” ou comentários são publicados, porque as tuas realizações não são verdadeiramente definidas pelo quanto a outra pessoa as aceita.

Muitas vezes silenciamos as nossas realizações, por medo de brilhar mais do que outra pessoa ou de ser criticado por ter a motivação e a coragem de ir em direção a algo que queremos.

Não sejas uma vítima de auto sabotagem.  Celebra a tua alegria e a necessidade de quereres ver as tuas realizações realizarem-se. Que sensação maravilhosa que isso é!

Há valor em refletir sobre o quão longe chegaste. O crescimento feito ao longo dos anos, os hábitos que se quebraram, relações que terminaram, a toxicidade e a negatividade a que viramos as costas, ajudou-te a elevar-te a novas alturas,  e só por isso merece uma celebração.

Coloca consistentemente o teu melhor pé para a frente, sem esquecer ou desvalorizar  o processo e as lições da viagem.  Isso é muito importante.

Celebra-te mais. Reconhece as tuas realizações mesmo que sejam pequenas.

Beijinhos minhas rainhas

Assinado,

Uma mulher negra que trabalha para se celebrar, celebrar a sua coroa e todos os fracassos que fazem com que os sucessos valham a pena!

Autor: África vaidosa

Abomino a indiferença e a falsa ideia de superioridade entre as pessoas. Defensora de um estilo de vida saudável e activo. Eu sou eu. Com algumas falhas mas com muitas coisas boas.

Ajudou-te?

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: